Bem vindo, visitante!   Registar   Login

Publicar um anúncio

Geladeira inteligente para reduzir o desperdício de alimentos

    Hortifruti    5 horas atrás

A Electrolux, juntamente com a startup Karma, apresenta uma geladeira inteligente para supermercados. A geladeira contribuirá para a redução do desperdício de alimentos ao facilitar a venda de alimentos próximos a data de validade

A Electrolux anunciou que está investindo na startup Karma, nascida na Suécia. Ao mesmo tempo, as duas empresas iniciaram uma parceria estratégica, explorando soluções inovadoras para o futuro dos alimentos e, em conjunto, ajudando os consumidores e a indústria alimentícia a assumir maior responsabilidade na redução do desperdício de alimentos. A parceria combina a expertise da Electrolux em preservação de alimentos com a tecnologia e o conhecimento do Karma sobre o desperdício de alimentos.

“A parceria com a Electrolux permitiu que a nossa ideia inicial de reduzir o desperdício de alimentos ganhasse velocidade e a nossa empresa crescesse, além de adicionar o conhecimento e a experiência de um negócio estabelecido, que nós, como startup, ainda estamos em processo de aquisição. A geladeira é o primeiro passo em nosso esforço comum para resgatar mais alimentos do aterro e proteger o meio ambiente ”, disse Hjalmar Ståhlberg Nordegren, CEO e co-fundador da Karma.

Karma é o aplicativo nascido na Suécia, que permite aos consumidores comprar alimentos não vendidos em restaurantes, cafés e mercearias por metade do preço normal. Até hoje, o aplicativo tem 400.000 usuários e trabalha com mais de 1.500 empresas conectadas na Suécia e em Londres, no Reino Unido. Desde a sua criação em novembro de 2016, o Karma resgatou mais de 580.000 itens de comida de serem jogados fora.

Como funciona :

– Um usuário de Karma que fizer uma compra em alguma loja com a geladeira inteligente, através do aplicativo Karma, e pode coletar o produto pedido diretamente do refrigerador conectado.

– O usuário desbloqueia o refrigerador conectado, que é equipado com um bloqueio inteligente, exibindo um código QR.

– O produto adquirido precisa então ser exibido pelo usuário no checkout na mercearia.

Fonte: news.cision.com

 

60 visualizações, 60 hoje

Rastreabilidade: novo sistema para alimentos frescos entra em vigor em agosto

    Hortifruti    08/08/2018

O produtor deverá informar, no próprio produto ou na embalagem, o endereço completo, nome, variedade ou cultivar, quantidade, lote, data de produção, fornecedor e identificação

Um novo sistema de rastreabilidade, cuja primeira fase de implementação ocorrerá a partir do dia 8 de agosto, estabelece no país a obrigatoriedade de que todas as frutas e hortaliças deverão fornecer informações padronizadas capazes de identificar o produtor ou responsável no próprio produto ou nos envoltórios, caixas, sacarias e outras embalagens.

O produtor deve informar o endereço completo, nome, variedade ou cultivar, quantidade, lote, data de produção, fornecedor e identificação (CPF, CNPJ ou Inscrição Estadual). Inicialmente, a medida valerá para o grupo de citros, maçã, uva, batata, alface, repolho, tomate e pepino, informa o Ministério da Agricultura, em comunicado.

A norma pretende auxiliar o monitoramento e o controle de resíduos de agrotóxicos na cadeia produtiva de vegetais frescos destinados à alimentação humana. A identificação pode ser realizada por meio de etiquetas impressas com caracteres alfanuméricos, código de barras, QR Code, ou qualquer outro sistema que permita identificar os produtos vegetais frescos de forma única e inequívoca.

Conforme o ministério, o sistema foi instituído em 8 de fevereiro de 2018, a partir da publicação no Diário Oficial da União (DOU) da Instrução Normativa (IN) Conjunta nº 2 do Ministério da Agricultura e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anivsa), do Ministério da Saúde. Os procedimentos serão aplicados em diferentes grupos de alimentos nos prazos de 180, 360 e 720 dias, a partir da data da publicação da IN.

As atividades de fiscalização do novo sistema são complementares entre o Ministério da Agricultura e a Vigilância Sanitária. Do produtor até o entreposto, a responsabilidade será do Ministério da Agricultura por meio do Programa Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes em Produtos de Origem Vegetal (PNCRC).

Do entreposto ao consumidor, a fiscalização será feita pelos Serviços de Vigilância Sanitária Estadual e Municipal no âmbito do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Para).

Segundo a coordenadora de Qualidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Fátima Parizzi, três situações são as mais comuns na investigação das causas e origens de irregularidades com agrotóxicos e contaminantes em produtos vegetais: 1) alimentos com resíduos acima do limite permitido; 2) uso de produtos proibidos no país; e 3) defensivos permitidos para uma cultura específica sendo utilizados em outra similar.

Fonte: Estadão

118 visualizações, 0 hoje

CEBOLA/CEPEA: Baixo volume nacional favorece importações

    Hortifruti    23/04/2018

Oferta do País não é suficiente para abastecer demanda, elevando presença do bulbo importado

Piracicaba, 20 – Nesta semana (16 a 20/04) a cebola de origem argentina se valorizou na fronteira de Porto Xavier (RS). Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o volume de bulbos importados não é suficiente para suprir a demanda nacional, visto que o Sul do País está em ritmo de finalização de safra e a região de Irecê (BA) ainda está com baixa oferta de cebolas devido às chuvas que prejudicaram a produtividade do início da temporada do primeiro semestre.

Além disso, sacas de bulbos holandeses estão previstas para chegar ao Brasil no próximo mês, porém a qualidade pode não ser satisfatória devido a safra europeia ser muito “antiga”. A média das cotações em Porto Xavier ficou em R$ 55,00/sc de 20 kg da caixa 3 beneficiada, 11,5% de aumento em relação à semana anterior. A expectativa dos importadores é que os preços sejam ainda mais altos na passagem do mês de abril para maio, já que o volume nacional não tem perspectiva de aumento expressivo.

Fonte: hfbrasil.org.br

138 visualizações, 0 hoje

TOMATE/CEPEA: 1ª parte da safra de inverno ganha ritmo e reduz preço

    Hortifruti    04/04/2018

 

O tomate salada longa vida se desvalorizou entre os dias 09 e 13/04 na Ceagesp, onde o 2A foi comercializado a R$ 31,59/cx de 20 kg (-8,70%) e o 3A a R$ 55,58/cx (-8,33%). A queda é atribuída principalmente à intensificação da colheita da 1ª parte da safra de inverno, já que Sumaré (SP) iniciou a safra já com bom volume de frutos de boa qualidade (apesar de alguns problemas devido às chuvas), e Paty do Alferes (RJ) e Araguari (MG) intensificaram a colheita. Mesmo com a redução da oferta de Caçador (SC) e Itapeva (SP), regiões produtoras da safra de verão, o maior volume de tomate disponibilizado pelas praças de inverno geraram maior oferta no mercado.

Fonte: hfbrasil.org.br

159 visualizações, 0 hoje

  • Descoberta bactéria que protege as plantas da seca

    por em 01/11/2018 - 7 Comentários

    A bactéria reduz a evaporação e aumenta a capacidade do solo de reter a água.  Os micróbios interagem com as partículas do solo para alterar fisicamente o ecossistema subterrâneo e ajudar as plantas a tolerar a seca  Voltando ao laboratório na segunda-feira de manhã, o associado de pós-doutorado encontrou uma bandeja de mudas, uma […]

  • A China está tornando seus vegetais maiores, mais rápidos e mais fortes usando eletricidade

    por em 20/09/2018 - 0 Comentários

    Cientistas comemoram avanço, já que os resultados do maior experimento do mundo confirmam que a produção de frutas e vegetais pode aumentar sem agrotóxicos e fertilizantes Os produtores chineses têm a resposta para uma pergunta que vem desconcertando os cientistas há três séculos: a eletricidade pode impulsionar o crescimento das plantas? A China tem conduzido […]

  • Batata transgênica é registrada na Argentina

    por em 24/09/2018 - 2 Comentários

    “A cultura tem várias limitações para expressar seu potencial de rendimento máximo” O Ministério da Agricultura da Argentina concedeu o registro para a batata transgênica resistente ao vírus PVY, que já havia sido aprovada pela Comissão de Assistência de Biotecnologia Agropecuária (Conabia) em 2015. De acordo com o agrônomo Julian Pérez Pizarro, a cultura tem […]

  • Cianobactérias aumentam produtividade de cultivos

    por em 14/09/2018 - 0 Comentários

    O sistema pode levar a um aumento de 60% no crescimento e rendimento das plantas Cientistas da Universidade Nacional Australiana (ANU) conseguiram inserir cianobactérias em plantas para ajudar a aumentar a produção de importantes culturas alimentícias, como trigo, feijão-frade e mandioca. De acordo com Ben Long, pesquisador-chefe da ANU, a descoberta foi um grande avanço […]

  • Através de scanner, empresa analisa seu solo e entrega os dados em minutos

    por em 25/09/2018 - 2 Comentários

    “Criamos uma ferramenta que pode ser usada por todos os produtores de alimentos deste planeta sem experiência prévia em testes de nutrientes”    “Imagine-se escaneando os nutrientes no solo, ração ou folha com uma ferramenta portátil fácil de usar. Você receberá informações sobre o status do nutriente em seu smartphone em poucos minutos. Damos-lhe […]

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil